Pau Santo

 

 3.90

. O Pau Santo utiliza-se para expulsar as energias negativas e atrair as energias positivas
. O seu aroma ajuda na interiorização dos momentos espirituais de meditação e contemplação
. Purifica e limpa o ambiente, (pode ser utilizado no quarto para criar um ambiente íntimo, amoroso e cheio de felicidade). Limpeza da Aura
. Age como relaxante;
. Repelente de mosquitos

É uma experiência sensitiva com capacidades terapêuticas que acalmam e relaxam.

Quantid:
Guardar
SKU: LSINPS. Category: .

Descrição

Pau-Santo,

ou de sua origem, Palo-Santo e é nativo das regiões do sul como o México, Perú e Venezuela. É uma madeira aromática tida como sagrada em praticamente toda a América Latina desde os tempos das civilizações pré-colombianas, sendo usada em cultos religiosos e tratamentos médicos desde a época dos incas e astecas. Nos tempos modernos, a produção da planta silvestre direcciona-se para incensos e defumações, para além de óleos e produtos medicinais.

Os primórdios – xamãs, incas e peruanos – usavam lascas desta madeira em defumações para espantar energias negativas e invocar as vibrações positivas. Às vezes em combinação com outras ervas e preparados comuns na região, como a erva-mate.

O poder desta madeira mágica, quase um ‘sândalo‘ latino-americano, foi durante séculos cultuado por xamãs, pajés e curandeiros, mas a sua verdadeira força está na forma como acciona a memória humana. Os aromas típicos e adocicados da mata tropical invadem a mente e recobram energias ancestrais há muito perdidas.

Muitos associam o Pau-santo à forma com que acciona comportamentos instintivos e naturais do ser humano, à maneira com que evoca energias e forças espirituais e ancestrais com relativa facilidade, colocando em acção e elevando a vontade e perseverança nas pessoas. Ficou conhecido pelos poderes na cura física e metafísica, direccionando para o nível energético limpando o corpo magnético que envolve o corpo físico, mental e também o ambiente.

Pau Santo, a Fénix

A árvore Bursera Graveolens vive entre 50 a 90 anos. Para se obter lascas de madeira com boa qualidade aromática, apenas se pode lascar o tronco de 4 a 10 anos após a morte natural da árvore (quando cai sem a mão humana). A mesma deve permanecer no local onde caiu para criar em uma resina aromática e transformar-se no verdadeiro Pau-santo.

Considerada mágica, esta madeira sagrada, como uma Fénix, deve enfrentar a morte para passar pelo processo de renascimento, através da acção do tempo, das variantes do meio ambiente e sem a intervenção humana.

Aroma do Pau Santo

Embora seja difícil de explicar, o seu aroma é surpreendentemente forte e doce quando queimado, sendo utilizado como incenso. Considera-se uma árvore com qualidades medicinais, contendo Limoneno – pertence à família dos solventes ou trementinas, que são os responsáveis pela limpeza, tanto física como espiritual – como princípio activo numa alta percentagem do seu tronco. O aroma do Pau Santo é único, ambos doce e lenhoso ao mesmo tempo. O seu cheiro faz lembrar uma cativante combinação doce de Cedro-do-Atlas, Anis, Limão, Eucalipto e um suave toque de Menta.

Pau Santo

É recomendável deixar desenvolver uma chama forte durante uns segundos e posteriormente, sacudir fortemente a mão para apagá-la. Não permitir que o fogo arda todo o palito.

É de salientar que cada bocado pode ter um cheiro distinto pois depende da concentração de óleos essenciais e do seu tamanho.

Também pode gostar…